Essa semana, mais precisamente há 3 dias, aconteceu um fato de EXTREMA relevância para o nosso ballet clássico: uma bailarina brasileira, Mayara Magri, foi promovida para “Principal Dancer” do Royal Ballet de Londres. Esse cargo é o equivalente ao de Primeira Bailarina, o mais alto que uma bailarina pode alcançar dançando profissionalmente.

Então, o post de hoje é para parabenizar a Mayara, fazer com que vocês conheçam a trajetória dessa bailarina que desde cedo sempre foi disciplinada e talentosa, e fazer com que vocês se sintam inspiradas pela sua história.

Mayara Magri nasceu no dia 26 de abril de 1994 no Rio de Janeiro e desde muito pequena já se mostrava decidida a alcançar o que queria: o seu sonho de se tornar bailarina profissional.

Mayara começou a dançar bem cedo. Aos 6 anos já pediu à mãe que a matriculasse em aulas de ballet, que de início eram só duas vezes na semana. Pouco tempo depois, começou a ter aulas na Escola de Dança Petite Danse, onde, aos 8 anos de idade conseguiu uma bolsa de estudos. Lá ficou até os 16 anos, dançando cada vez mais e cada vez melhor. Desde essa época já era possível notar que o talento, a técnica e a garra de Mayara a levariam para muito mais longe.

Vejam abaixo, um vídeo dela dançando em um festival CBDD em 2006. Na época Mayara tinha apenas 12 anos.

Alguns anos mais tarde, em 2008, aos 14 anos, Mayara já estava encarando papéis principais dentro da Escola. Naquele ano, a Petite Danse, apresentou uma remontagem, feita por Patricia Salgado e Mayara se destacou por interpretar o papel-título de Giselle.

Os anos de 2010 e 2011 foram anos decisivos para Mayara brilhar ainda mais. Em 2010, a bailarina, com apenas 16 anos, ganhava o prêmio de melhor bailarina do Festival de Joinville. Naquela época, isso era mais do que um simples prêmio, pois garantia a vaga na seletiva do Prix de Lausanne, na Suíça (hoje isso não é mais possível). Nesta seletiva foi onde Mayara ganhou a bolsa de estudos para a escola do Royal Ballet School. Mayara também ganhou o festival do YAGP de NY, sendo uma conquista inédita no mundo da dança tirar primeiro lugar em todos esses festivais tão reconhecidos.

Abaixo, Mayara dançando a variação de Swanilda no Prix de Lausanne e a de Cisne Negro no YAGP.

Depois que ganhou em 2011 a bolsa de estudos para o Royal Ballet School, Mayara se formou lá em 2012. E logo ingressou na companhia profissional Royal Ballet. Em 2015, foi promovida para Primeira Artista, e em 2016 para Solista. Em 2018 tinha sido a sua última promoção, que até então era de Primeira Solista. A partir de agora, aos 27 anos, Mayara ocupa o cargo de Primeira Bailarina e vamos poder vê-la dançar ainda mais!

Abaixo, um trecho de Mayara como Swanilda num ensaio para o ballet Coppélia e um outro, num ensaio de Lago dos Cisnes, já como bailarina do Royal Ballet.

Impossível não ficar feliz com uma conquista de tamanho significado para o nosso ballet clássico, e impossível não ficar feliz e encantada com o progresso e todos os resultados que Mayara vem alcançando. Ainda mais para qualquer pessoa que tenha visto ela crescer como bailarina e tenha acompanhado a trajetória desde que ela ainda era uma pequena bailarina.

Vejam também que LINDO esse vídeo, com Mayara Magri e outros artistas anunciando abertura do teatro do Royal Opera House!

Já estou LOUCA para inventar uma viagem para assistir Marianela Nunes e Mayara Magri como Primeiras Bailarinas do Royal! Sou fã das duas e impossível não ser, não é?

Enquanto isso não acontece e eu não assisto a Mayara nos palcos londrinos, fiquem com essa LINDA homenagem de Eliana Caminada feita a essa INCRÍVEL bailarina!

Durante todo esse tempo como bailarina no Royal Ballet, Mayara Magri tem no seu repertório papéis como: Gamzatti, Kitri, Mercedes, Fada Lilás, e muitos outros. Vocês podem ver uma pequena biografia dessa bailarina no site do Royal.

Agora, mais do que nunca, Mayara vai realizar um dos seus grandes desejos, que é acumular o máximo de experiências possíveis dançando! Ser uma Primeira Bailarina é uma grande ponte para esse seu desejo!

Abaixo, uma postagem do Royal no Instagram parabenizando a bailarina pela conquista. Ela vai estrear como Primeira Bailarina nos palcos londrinos na temporada de 2021-22! Ansiosos ou só eu?

Que a gente ainda veja Mayara brilhar ainda mais nos palcos e que vocês tenham se sentidos inspirados na história dela de ter garra e disciplina para alcançar nossos sonhos no ballet!

Eu vejo vocês no próximo post!