Olá bailarinas e bailarinos que estão lendo o Tutu da Ju!

Agora o Carnaval acabou e o horário de verão também!!! Isso significa que é hora de muita gente retomar as suas rotinas, inclusive as aulas de ballet!

Então o post de hoje vai ser um pouco mais motivacional, para vcs que já fazem ballet e para o povo que quer começar a fazer ballet! Vamos pensar juntos: que lições é possível de se aprender com o ballet e levá-las com a gente para a vida? Eu enumerei algumas que eu aprendi! Vamos a elas!!!

1. Responsabilidade e Assiduidade

Sempre falo isso por aqui! É fundamental termos responsabilidade e assiduidade no ballet! E vai ser fundamental em outras partes da vida! Em muitos dos empregos ainda se exige uma rotina de horários e que tenhamos responsabilidade. Já pensou se começarmos a chegar sempre atrasadas, seja no ballet, seja no nosso trabalho, todos os dias pq deu preguiça de sair da cama? Ou esquecermos de cumprir uma tarefa super importante?

No ballet se vc falta muito ou atrasa muito acaba perdendo partes importantes da aula, perdendo a oportunidade de melhorar a sua técnica. A responsabilidade vai desde o compromisso assumido com as aulas, não faltando, até a a de não esquecer de levar as sapatilhas ou de estudar alguma coisa que vc não sabe muito bem em casa.

2. Disciplina

Já diria Renato Russo, “disciplina é liberdade”. Embora pareçam ideias totalmente contraditórias não o são verdadeiramente! Pq é com a disciplina que vc vai ter a liberdade de conseguir ser o que vc quiser!

O ballet exige disciplina! Estar bem arrumada, chegar no horário, ter um bom comportamento em sala de aula, e treinar muito com afinco e dedicação todos os dias é o que vai fazer alcançarmos bons resultados. É com disciplina que conseguimos atingir nossos objetivos e tornar nossos sonhos realidade. Sem disciplina não chegamos a lugar nenhum.

3. Não desistir nas dificuldades

O ballet me ensinou a não desistir das coisas que eu quero com facilidade. Quando a gente quer muito alguma coisa a gente insiste muito todos os dias até conseguir! O difícil não é impossível! E insistindo um pouquinho a cada dia o difícil de hoje se torna mais fácil amanhã!

Já pensou o que seria da vida se desistíssemos a cada dificuldade? Aprender coisas novas é um processo difícil! No ballet e na vida! Se não levarmos essa lição para a vida, vamos desistir de tudo! Não aprenderíamos sequer a andar se fosse assim! Imagina a fazer fouettes! Avante bailarinos! Tá difícil? Insiste mais que alguma hora vai sair!!!

4. Manter o sorriso no rosto mesmo nas dificuldades

No ballet, a gente dança mesmo com dor, mesmo sem uma unha no pé. Boa parte das coreografias exigem de nós o sorriso, e, como diz uma das minhas professoras, “A plateia não tem nada a ver com a sua dor!” Quem está assistindo veio para ver um lindo ballet e é isso que temos que mostrar! Além disso, a maioria do público na maior parte das vezes é totalmente leigo em ballet, sendo mais um motivo para tocá-los e contagiá-los ainda mais! Pq o público leigo não repara tanto assim num pé esticado, mas com certeza repara numa cara feia! (mas não to querendo dizer que a partir de agora é para todo mundo dançar com aquele pé frouxo! POR FAVOR!)

E essa lição de levar sempre um sorriso no rosto mesmo nas dificuldades não se trata de falsidade, apenas de tornar o ballet algo melhor! Afinal, mesmo com problemas a vida não fica melhor com um sorriso no rosto?

5. Ter uma vida mais saudável

No ballet, nosso corpo é nosso instrumento de trabalho, nosso templo. Temos que cuidar bem dele para dançar bem! Ter um bom sono, uma rotina frequente de exercícios e uma boa alimentação faz com que nosso ballet melhore.

Normalmente bailarinos se preocupam mais com o corpo e essa preocupação não é só estética! Bailarinos não podem ser magros demais e deixarem de comer, pq se não, não tem forças para dançar, mas também não devem estar muito acima do peso, pq há o risco de se machucar e se lesionar.

E isso levamos para a vida! Eu particularmente AMO chocolate, mas procuro não exagerar muito pq sei que isso afeta meu ballet! Como de tudo e procuro ter uma alimentação equilibrada e sem muitos exageros!

6. Trabalhar em Equipe

No ballet, muitas coreografias são em grupo. Então, se uma pessoa vai mal, todo o grupo vai mal! Não deve ter espaço para egoísmos!

Então, procure não faltar para não prejudicar o grupo e nem o trabalho do seu professor! Se vc está com dificuldades, pode perguntar a alguém da sua sala; e o contrário também se aplica: se vc viu que alguém do seu grupo não sabe alguma coisa, ajude-o! É assim que uma boa equipe deve funcionar!

7. Disposição para aprender todos os dias

No ballet sempre há algo novo para aprender, não importa o quanto tempo que vc já dança! Isso faz aprimorar a técnica! Às vezes estamos fazendo um passo de uma forma errada que não sabemos muito bem o pq, ou ainda já fazemos um passo bem há anos, aí aprendemos uma nova forma de faze-lo que vai melhorar a forma que dançamos!

Esses dias eu estava fazendo uma aula de ballet sozinha e a minha professora me corrigiu em algumas coisas na minha pirueta que eu nunca reparei que estava fazendo errado! E isso, além de deixar meu giro um pouco sujo, me atrapalhava de girar!

E aplicar essa lição na vida é algo formidável pq faz com que a gente evolua, aprimorando o que já sabemos e aprendendo aquilo que não sabemos! Temos que ter em mente que “o saber é inimigo do aprender”! Parece contraditório, mas não é! Pq a partir do momento que vc diz “ah! eu já sei isso!”, vc se nega a aprender mais sobre isso! Já pararam para pensar nisso?

8. Respeitar seu corpo e ao mesmo tempo superar seus limites

Nosso corpo, como já dito antes, é nosso instrumento de trabalho, mas antes de sermos bailarinos, somos também seres humanos. Por isso temos que saber que nós e  nosso corpo temos nossos limites. Não se pode achar que de uma hora para outra vc vai acabar com eles. E ainda assim é possível superá-los se buscarmos melhorar um pouquinho a cada dia, cada vez tentando ir mais além do que na vez anterior.

Não é pq temos limitações que vamos nos contentar em ficar no mesmo lugar não é? Se cada dia buscarmos superar essas limitações vamos chegar onde queremos!!!

 

E essas foram as lições que eu aprendi com o ballet e levo comigo para vida!

E as de vcs? Quais são? Compartilhem comigo nos comentários!

Espero que tenham gostado e até o próximo post!!!