Olá bailarinas e bailarinos que me leem!

Esta semana tenho recebido muitas mensagens de vcs me perguntando se com a idade que vcs estão tem algum problema de começar a fazer ballet e também recebi mensangens perguntando sobre as chances profissionais na dança, especialmente para quem começou mais tarde.

Então o post de hoje vai envolver esses dois temas: qual a idade ideal para começar a dançar e quais são todas as possibilidades dentro da dança, incluindo as carreiras profissionais. Para todas elas falarei se é preciso ter o registro profissional ou não.

Idade para começar a dançar

Quanto a essa primeira parte, já escrevi antes num post sobre quando iniciar a sapatilha de ponta (https://tutudaju.com/quando-comecar-a-usar-a-sapatilha-de-ponta/ ) e escrevo aqui mais uma vez!

Para responder essa pergunta de qual a idade certa para começar a dançar, existe um critério qye vai me fazer separar em 2 grupos: qual o seu objetivo no ballet? É por hobby, por amor, que vc dança? Ou vc quer ser profissional contratado por uma grande companhia?

Para quem quer dançar por hobby, por amor, não tem qualquer problema vc começar mais tarde! Pode ser com 20, 30, 40, 50… Na Petite Danse teve uma aluna que começou a fazer as suas aulas de ballet somente aos SESSENTA E QUATRO ANOS DE IDADE!!! Não é maravilhoso?

O ballet traz inúmeros benefícios como atividade física como a melhora da postura, do equilíbrio, do condicionamento físico, da coordenação motora, da memória e muitos outros! Não há limite de idade para começar a dançar!!! Ainda mais porque hoje muitas escolas oferecem aulas de ballet adulto, que são turmas justamente para quem não começou o ballet quando criança. A Petite Danse é uma dessas escolas! Lá tem ballet adulto em todas as suas unidades: Tijuca, Barra e Cidade Jardim. (para mais detalhes: https://www.petitedanse.com.br/ensino/horarios/ )

O mesmo vale para algumas carreiras dentro da dança como professor ou coreógrafo. Vc pode seguir essas carreiras tendo começado um pouco mais tarde. E vc não precisa ser o melhor bailarino para ensinar e/ou montar coreografias. Não é o cenário ideal e não é um caminho muito fácil (mas se a gente gostasse de coisa fácil, não faríamos ballet, não é? – “Se fosse fácil, não seria ballet“). Mas é possível! Vc precisa é ter alguma noção de dança e alguma experiência e tirar seu DRT (a lincença profissional na dança e artes em geral – mais tarde farei um post específico sobre como tirar seu DRT).

Agora para quem quer ser de fato um bailarino profissional contratado por uma grande escola, como o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o Royal Ballet, por exemplo, infelizmente o limite de idade é SIM uma realidade!

O ideal é que quanto antes vc começar a dançar e a se dedicar a ser esse bailarino profissional é melhor. O ideal é começar a fazer as aulas de ballet até os 10 anos de idade. Isso pq até os 7 anos, o que se tem, em verdade não é bem ballet, mas uma preparação para os passos de ballet. As aulas envolvem exercícios lúdicos que vão envolver, dentre outras coisas, a musicalidade e a coordenação motora do aluno. Mas aos 15 anos o bailarino já vai estar num grau avançado na dança e aos 20 já estará encaminhado profissionalmente.

Digo que esse é o ideal, pq a idade em si não é um fator determinante isoladamente. Dentro da dança houveram algumas exceções, como a Misty Copeland, que começou o ballet aos 13 anos e o bailarino Marcelo Gomes, que começou o ballet clássico aos 15 (antes ele já dançava outras modalidades). Mas, como eu disse, são exceções e não é o que comumente acontece no ballet. Vai depender muito da aptidão, do esforço, da dedicação e do desempenho técnico do aluno. Cada caso é um caso. Não é somente a idade que vai determinar se vc vai conseguir ser um bailarino profissional contratado ou não! Tem gente que começa cedo e não tem êxito nisso!

Para elucidar melhor o que eu estou falando, deixo aqui 2 vídeos sobre isso para vcs:

As possibilidades dentro da dança

No ballet existem diversas possibilidades para quem quer dançar e não envolve ser apenas bailarino profissional. Explicarei cada uma delas.

1. Bailarino Profissional

Como eu disse antes, se vc quer se tornar um bailarino profissional, quanto antes vc começar, melhor! Mas para isso é necessário, além da força de vontade, da disciplina, de um bom físico e de MUITO treino, se certificar se a sua escola oferece uma profissionalização e te prepara bem para isso ou não. Se a sua escola não o faz, procure uma que faça!

Se vc é do Rio, assim como eu, posso dizer que a Petite Danse faz isso muito bem, conseguindo sempre bons resultados, mandando seus alunos para grandes escolas como Mayara Magri e Leticia Dias (Royal), Ana Letícia Godoy e Helio Lima (que estão em Phoenix), Diogo Lima, Paulo Muniz e Sandro Fernandes (TMRJ), Denilson Almeida (Royal) e Jonatas Lopes (Dutch Ballet); e recentemente as bailarinas Luciana Sagioro e Juliana Auad foram premiadas em Joinville.

O bailarino profissional tira DRT normalmente pela escola que o profissionaliza. Pela Petite Danse, existe um curso técnico que dura 3 anos, dado nos últimos níveis, para quem quer ser bailarino profissional ou ser professor.

Deixo o vídeo da Petite falando de alguns dos requisitos para ser um bailarino profissional.

2. Outras profissões

Para outras profissões também será necessário o DRT. E é esse registro profissional que irá permitir vc receber salários e cachês.

Estas profissões podem envolver por exemplo: ser bailarino de um artista específico, ser bailarino de uma emissora TV para alguns programas, filmes e novelas, trabalhar em musicais e por aí em diante.

Normalmente nessas profissões não há um limite quanto a idade tão pequeno quanto ao bailarino contratado por companhias. Mas isso quem irá definir é o local da vaga disponível.

3. Professor de dança ou Coreógrafo

Para ser professor de dança ou coreógrafo não há qualquer limite máximo quanto à idade. O que vc precisa, além do DRT, é de ter alguma experiência na dança, vocação e vontade para isso!

E para ter a formação na dança necessário para ser um professor ou coreógrafo, vc pode ter 2 caminhos: fazer uma graduação em dança (no Brasil existem várias. Cito como exemplo a UFRJ e a Angel Vianna, no Rio de Janeiro); ou fazer o curso profissionalizante ministrado numa escola de dança. Na Petite, esse curso dura 3 anos; e além de ter concluído todos os níveis técnicos de ballet clássico, vc precisa fazer contemporâneo e matérias teóricas como didática, história da dança, terminologia e música.

4. Abrir sua própria escola

Não será o caminho mais fácil. Eu diria que talvez seja o mais difícil de todas as opções! Neste caso, tirar DRT, vai depender se nesta escola que vc prentende abrir vc vai dar aulas ou não.

Aí é questão de vc ter dinheiro, vocação e noções de administração, entre outras capacitações para que vc possa fazê-lo. Mas para isso, além das outras possibilidades, se é seu sonho e vc quer do fundo do seu coração, valerá a pena!

5. Ballet amador

Vc pode simplesmente dançar por amor até quantos anos vc quiser! E vc pode sim participar das apresentações da sua escola! E se a sua escola montar ballets de repertório, pq não?

Recentemente na Petrouchka, vi mães fazendo aula junto das filhas e dançando a mesma coreografia que elas; tendo as duas começado quando crianças, comprovando que quem determina quando parar de dançar somos nós!!! Ainda temos condições? Então continuemos a dançar!!!

A bailarina que vos escreve dança desde os 6 anos de idade, está com 27 e dança por amor! E, sinceramente? Não pretendo parar tão cedo!!! QUERO DANÇAR PRA SEMPRE!!!

 

É isso gente! Espero que tenham gostado!

Seja qual for o motivo: DANCEM!!!

Se inscrevam no meu canal do YouTube e me sigam no instagram também!!!

Até o próximo post!!!