Janeiro chegou e junto com ele nossas férias do ballet!

Vocês são team: férias ou curso de férias?

A gente rala o ano inteiro, chega final de ano é aula de ballet e ensaio que não acaba mais. Chega dezembro a gente se apresenta, pisa no palco e se dá uma folguinha. Para alguns, é um sagrado momento de descanso, para outros, um momento não tão bom assim, pois o trabalho que dá voltar também é grande.

Eu confesso que nem todo ano eu faço curso, mas de fato eles são uma ótima forma de não perder o já conquistado ao longo de todo o ano anterior. Nesse ano eu provavelmente não devo fazer por motivos de meu siso resolveu aparecer depois dos 30. Então, eu vou tirar aí o final de janeiro para operar e voltar ao ballet em fevereiro.

Mas, vou dar aqui algumas sugestões do que fazer nesse período de férias antes das aulas de ballet voltarem com tudo.

1. Cursos de férias

edit3

Há inúmeras possibilidades de cursos de férias por aí. Dependendo do seu objetivo, escolha um que te atenda e se joga. Cursos de férias são ótimos para aprimorar a técnica, ter novos aprendizados com novos professores diferente do que você já está acostumada, conhecer pessoas novas e lugares novos e por aí vai. As vantagens são inúmeras!

Caso você decida trocar de escola de ballet, também pode ser uma chance de você começar a conhecer o ambiente novo que você vai entrar e as pessoas com quem você vai conviver ao longo do ano. Meio que você já começa o ano se enturmando. Foi assim que eu fiz no ano passado o curso da Palco 42, a escola que eu estou dançando hoje em dia.

Mas, caso você decida por não fazer esse ano, não se culpe. Há uma série de outras coisas que você também pode fazer.

2. Tente novas atividades

Sabe aquelas atividades que a gente morre de vontade de tentar ao longo do ano inteiro, mas fica se perguntando: “e se eu me machucar? Como vai ficar a apresentação ou aquela competição que eu estou me dedicando tanto?” Essa é a hora de tentar coisas novas sem esse peso! O que você gostaria de tentar: patinar? Começar a musculação? Surfar? Há uma infinidade de possilibidades que eu nem conseguiria listar aqui!

3. Treinos complementares

Sou adepta da musculação! Comecei justamente em janeiro de 2019 e me mantive até hoje. Tem me dado, além do resultado no físico, mais resistência para as aulas de ballet e mais tempo de balance.

Nessa época de férias, você pode testar treinos complementares à sua dança. A musculação, em minha humilde opinião é a melhor alternativa. O treino de força só dá vantagens para a gente. E, não, não deixa a gente grandona e nem faz perder a flexibilidade. O que te faz perder a flexibilidade é não treiná-la!

Mas, caso você queira fazer outra atividade complementar, também tem outras opções: barra a terre, pilates, preparação física, natação, yoga…. Escolha uma que você mais se identifica e comece! Você vai sentir os benefícios!

4. Descanse

Aproveite esse tempo também para se desestressar da rotina, pois o descanso também é muito importante e muitas vezes vai ser o que a gente mais precisa!

Medite, aproveite para inventar pratos novos na cozinha, faça pequenas caminhadas, coloque sua série favorita em dia, se dedique a hobbies, passe mais tempo com a sua família, com seus pets… Use a sua imaginação nesse momento e se dedique a atividades que te deêm prazer! Nem só de ballet a gente vive, não é? Essas coisas podem te ajudar a colocar a cabeça no lugar e fazer você voltar com tudo às aulas do ballet em fevereiro!

 

E aí? Já decidiu o que vai fazer nessas férias?

Conta para mim que eu quero saber!

Te vejo no próximo post!