Tutu da Ju https://tutudaju.com Meu blog de ballet Mon, 12 Nov 2018 14:45:56 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.8 3 Lanches fit para bailarinas – 2º desafio Méliuz https://tutudaju.com/3-lanches-fit-para-bailarinas-2o-desafio-meliuz/ https://tutudaju.com/3-lanches-fit-para-bailarinas-2o-desafio-meliuz/#respond Mon, 12 Nov 2018 14:45:56 +0000 http://tutudaju.com/?p=887 Oi gente! Dessa vez o post é dedicado a quem sempre me pede dica de alimentação saudável para bailarinas e bailarinos! Então resolvi testar junto com vocês 3 opções de lanches saudáveis, todos com banana! Vou deixar o vídeo aqui e logo após a descrição das receitas! 1) BRIGADEIRO FIT – 2 bananas maduras – […]

O post 3 Lanches fit para bailarinas – 2º desafio Méliuz apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Oi gente!

Dessa vez o post é dedicado a quem sempre me pede dica de alimentação saudável para bailarinas e bailarinos!

Então resolvi testar junto com vocês 3 opções de lanches saudáveis, todos com banana!

Vou deixar o vídeo aqui e logo após a descrição das receitas!

1) BRIGADEIRO FIT
– 2 bananas maduras
– 5 colheres de sopa de leite em pó desnatado
– 2 colheres de sopa de cacau em pó

2) Smoothie de banana com abacate
– 1 banana madura
– meio abacate pequeno
– 2 colheres de sopa de aveia
– 2 colheres de chá de cacau em pó
– meio copo de leite de coco
– meio copo de leite de arroz

3) Cookies de Banana
– 3 bananas maduras
– 2 xícaras de aveia
– 1 colher de chá de canela
– uvas passas a gosto ou chocolate

 

Lembrando que esse é mais um vídeo do desafio Méliuz, então preciso MUITO que vocês votem!!!

Link para votar: https://www.meliuz.com.br/desafio/2018/p/tutudaju

Até o próximo post!!!

O post 3 Lanches fit para bailarinas – 2º desafio Méliuz apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/3-lanches-fit-para-bailarinas-2o-desafio-meliuz/feed/ 0
Exercícios com Theraband https://tutudaju.com/exercicios-com-theraband/ https://tutudaju.com/exercicios-com-theraband/#respond Wed, 07 Nov 2018 14:03:02 +0000 http://tutudaju.com/?p=873 Olá bailarinos e bailarinas que acompanham o Tutu da Ju!!! Essa semana eu soltei um novo vídeo no Canal do YouTube de algumas possibilidades de exercícios com theraband! Esse vídeo foi um conteúdo exclusivo para quem comprou a faixa elástica no Tutu da Ju Store e hoje também estou compartilhando com vocês! Logo abaixo deixo […]

O post Exercícios com Theraband apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá bailarinos e bailarinas que acompanham o Tutu da Ju!!!

Essa semana eu soltei um novo vídeo no Canal do YouTube de algumas possibilidades de exercícios com theraband! Esse vídeo foi um conteúdo exclusivo para quem comprou a faixa elástica no Tutu da Ju Store e hoje também estou compartilhando com vocês!

Logo abaixo deixo o vídeo pra vocês assistirem e após o texto com a descrição de cada exercício!

Os exercícios são muito parecidos, têm algumas variações e vão ser feitos na frente, ao lado e atrás.

Eis os exercícios:

1 – Dar voltas no pé de acordo com o tamanho da sua perna e da sua flexibilidade e colocar a outra ponta no ombro oposto. Apoioar-se na barra e fazer 10 grand battement na frente, com a consciência de subir jogando e descer freando (pode ser feito de frente ou de lado para a barra). Fazer para os dois lados.

2 – Prender a theraband na barra e dar voltas no seu pé. Fazer também 10 grand battement com a perna na frente. Fazer também nos dois lados.

3 – Dar voltas no pé e prender a outra ponta no ombro oposto. Dessa vez faremos o seguinte: sobe a perna e desce, sempre mantendo de noventa graus para cima. Vamos fazer 10 repetições para cada lado. Isso vai ajudar a ter mais força para sustentar e subir mais a perna.

OBS: Fazer a mesma coisa ao lado e atrás também.

OBS: Quando for fazer atrás, além a opçao do arabesque, pode fazer o exercício 3 em penché também!

4 – Fazer grand rondejamb en dehors e en dedans também em cada perna, sempre mantendo o en dehors o tempo todo! Não deixe a sua bacia desencaixar!!!!

 

Esses eram os exercícios que eu tinha pra mostrar!

Até o próximo post!!!

O post Exercícios com Theraband apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/exercicios-com-theraband/feed/ 0
Vlog de ensaio fotográfico de ballet – 1º desafio Meliuz 2 https://tutudaju.com/vlog-de-ensaio-fotografico-de-ballet/ https://tutudaju.com/vlog-de-ensaio-fotografico-de-ballet/#respond Mon, 05 Nov 2018 18:18:02 +0000 http://tutudaju.com/?p=869 Olá pessoal!!! Hoje farei um vídeo totalmente diferente que eu nunca fiz antes por aqui!!!! Vocês já me pediram, então resolvi gravar um vlog! Esse vídeo é um dos vídeo do desafio Méliuz! E preciso do seu voto em cada vídeo que eu fizer! uem votar está concorrendo a um iPhone X e se eu ganhar posso crescer ainda mais como […]

O post Vlog de ensaio fotográfico de ballet – 1º desafio Meliuz 2 apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá pessoal!!!

Hoje farei um vídeo totalmente diferente que eu nunca fiz antes por aqui!!!! Vocês já me pediram, então resolvi gravar um vlog!

Esse vídeo é um dos vídeo do desafio Méliuz! E preciso do seu voto em cada vídeo que eu fizer! uem votar está concorrendo a um iPhone X e se eu ganhar posso crescer ainda mais como Youtuber!!!

Nesse vídeo vocês podem ver um dia inteiro meu quando eu tenho algum ensaio fotográfico de ballet para fazer para o Tutu da Ju. Ao longo dele dou algumas dicas de fotografia bem básicas para o fotógrafo e para a bailarina.

Contamos com o belíssimo cenário do Forte e da Praia de Copacabana no Rio de Janeiro!

Além disso vocês poderão ver um pouco do meu quarto minha família, meu primeiro fã clube antes do Tutu da Ju sequer pensar em existir: minha mãe, minha avó e meu namorado, incentivador, fotógrafo e diretor!

Link do meu perfil no Méliuz para votar: https://www.meliuz.com.br/desafio/2018/p/tutudaju

 

Era isso gente! Até o próximo pot!!!!

O post Vlog de ensaio fotográfico de ballet – 1º desafio Meliuz 2 apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/vlog-de-ensaio-fotografico-de-ballet/feed/ 0
Conheça a história do Tutu da Ju e concorra a um iPhoneX – Desafio Méliuz 2 https://tutudaju.com/conheca-a-historia-do-tutu-da-ju-e-concorra-a-um-iphonex-desafio-meliuz-2/ https://tutudaju.com/conheca-a-historia-do-tutu-da-ju-e-concorra-a-um-iphonex-desafio-meliuz-2/#respond Wed, 24 Oct 2018 18:33:59 +0000 http://tutudaju.com/?p=863 Oi gente!!! Teve um vídeo no canal contando a minha história!!! Confere la!!! Esse vídeo é de inscrição do desafio Méliuz! Assista até o final e saiba como concorrer a um iPhone X!!!! Vote em mim no meu perfil do Desafio Méliuz e concorra a esse premio incrível!!!! Me chamo Juliana Xavier e criei o Tutu […]

O post Conheça a história do Tutu da Ju e concorra a um iPhoneX – Desafio Méliuz 2 apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Oi gente!!!

Teve um vídeo no canal contando a minha história!!!

Confere la!!!

Esse vídeo é de inscrição do desafio Méliuz! Assista até o final e saiba como concorrer a um iPhone X!!!! Vote em mim no meu perfil do Desafio Méliuz e concorra a esse premio incrível!!!!
Me chamo Juliana Xavier e criei o Tutu da Ju para inspirar bailarinos e bailarinas pelo Brasil a continuarem a dançar! Pois o ballet faz tão bem a gente!!! É quase uma terapia!!! E todo mundo pode e deve dançar!!!
Eu comecei o Tutu da Ju a partir de um ensaio fotográfico de ballet em que o meu namorado foi comigo e percebeu ali que eu tinha que fazer algo relacionado a dança. Ele viu que só de eu falar de ballet o meu olho já brilhava!!! Ele insistiu tanto, eu fiquei irritada e a gente quase brigou! Mas eu fiz o Tutu da Ju, fazendo um nome que fosse sonoro com o meu nome e tivesse um elemento do ballet: o tutu, a saia de ballet! Aí nasceu o Tutu da Ju como um blog, depois instagram e canal do Youtube!!
O Canal do YouTube também começou de forma inesperada e improvisada! Era pra ser um tutorial de coque no Blog só com fotos! Mas percebi que isso não ajudaria tanto vocês! E assim veio nosso primeiro vídeo do Canal, sem roteiro mesmo e com a minha gatinha Flora aparecendo no fundo! Depois dele vieram outros vídeos com mais preparação e mais dedicação! E os gatos no fundo também continuaram para dar mais graça e mostrar o meu lado Felícia!
Quem diria que a garotinha tímida do fundo da sala hoje ia estar encarando a câmera para compartilhar suas dicas e conhecimentos com seus inscritos, tirar dúvidas e ajudá-los!!!
Muito melhor estar nas pontas dos pés ajudando vocês do que atrás de uma pilha de processos! E por causa disso tudo decidi participar do Desafio Méliuz!!! Esse Desafio Méliuz vai me fazer crescer ainda mais como YouTuber e continuar meu sonho de continuar inspirando e ajudando vocês! Por isso não se esqueçam de votar em mim pra me ajudar a ajudar vocês ainda mais e o melhor: concorrendo a esse prêmio incrível!!!!
Gente! Esse é um vídeo diferente do que vocês estão costumados! Vai ter outros vídeos como este; mas os outros também vão continuar!
Até o próximo post!!!

O post Conheça a história do Tutu da Ju e concorra a um iPhoneX – Desafio Méliuz 2 apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/conheca-a-historia-do-tutu-da-ju-e-concorra-a-um-iphonex-desafio-meliuz-2/feed/ 0
Dicas e exercícios para melhorar seus pequenos saltos no ballet https://tutudaju.com/dicas-e-exercicios-para-melhorar-seus-pequenos-saltos-no-ballet/ https://tutudaju.com/dicas-e-exercicios-para-melhorar-seus-pequenos-saltos-no-ballet/#respond Tue, 16 Oct 2018 13:13:49 +0000 http://tutudaju.com/?p=854 Olá povo que acompanha o Tutu da Ju!!! Vocês me pediram no instagram dicas para melhorar os pequenos saltos, então esse vai ser o nosso vídeo de hoje. Como sempre, vou deixar primeiro o vídeo do Canal do YouTube e logo abaixo a descrição por escrito!!! 1- Faça com a energia e a inteção certa […]

O post Dicas e exercícios para melhorar seus pequenos saltos no ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá povo que acompanha o Tutu da Ju!!!

Vocês me pediram no instagram dicas para melhorar os pequenos saltos, então esse vai ser o nosso vídeo de hoje.

Como sempre, vou deixar primeiro o vídeo do Canal do YouTube e logo abaixo a descrição por escrito!!!

1- Faça com a energia e a inteção certa alguns passos na bbarra como o tendu, jeté e frappé, que vai ajudar vc a ter a energia certa do pequeno salto no centro, prestando atenção se o acento é fora ou dentro.

2 – Se dedique ao seu plié e pense nele como um elastico. Além disso na hora da descida do salto, vão jogue seu quadril para trás. 3 – MUITO treino! Preste atenção no seu professor quando ele estiver mostrando! Tenha certeza que vc decorou a sequencia!!! E procure entender o nome do passo. E vc pode treinar na barra até se sentir segura para ir para o centro.

4 – Tenha a consciencia de cruzar a perna e nao so os pés.

5 – Respiração! Preste atenção em como vc está respirando! Respire sempre pelo nariz e NUNCA pela boca que assim vc vai cansar menos!

6- Musicalidade! Preste atenção na música! Pode ser que vc precise sair no tempo antes da música começar; se a musica é lenta ou rapida; se o salto tem acento em cima ou embaixo.

7 – Para jeté battu, pense 1-2, sendo o 2 a terminação embaixo no fondue.

8 – Para cabrioles, assembles e brises, leve a perna da frente a 90 graus e bata nela.

9 – Faça exercícios de cruzar as pernas feito uma tesourinha

10 – Em pé na barra feche a quinta posição em flex.

11- Faça o exercícios com a perna dobrada, levando o corpo junto e passando pela meia ponta. Vai te dar a consciencia certa do impulso do pequeno salto.

 

É com essas dicas que eu fecho o post de hoje!!!

Até o próximo!

O post Dicas e exercícios para melhorar seus pequenos saltos no ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/dicas-e-exercicios-para-melhorar-seus-pequenos-saltos-no-ballet/feed/ 0
A crise no ballet francês no século XIX https://tutudaju.com/a-crise-no-ballet-frances-no-seculo-xix/ https://tutudaju.com/a-crise-no-ballet-frances-no-seculo-xix/#respond Wed, 10 Oct 2018 19:06:28 +0000 http://tutudaju.com/?p=842 Olá pessoal que me acompanha! Hoje falaremos de um período específico do ballet francês! O ballet francês teve sim sua “Era de Ouro” e nos dias de hoje continua sendo muito famoso e a França continua tendo uma grande relevância para o ballet atual e sua história! Mas hoje falaremos da crise que se passou […]

O post A crise no ballet francês no século XIX apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá pessoal que me acompanha!

Hoje falaremos de um período específico do ballet francês! O ballet francês teve sim sua “Era de Ouro” e nos dias de hoje continua sendo muito famoso e a França continua tendo uma grande relevância para o ballet atual e sua história! Mas hoje falaremos da crise que se passou no ballet na França e porque ela aconteceu nos finais do século XIX.

Falarei, então, dos antecedentes até chegar ao momento da crise:

1. O Romantismo

1831. Marie Taglioni as Flora in Didelot's Zéphire et Flore. London

A França, desde Luis XIV e da fundação da Ópera de Paris, tinha sido o berço de tudo de mais importante que acontecia no mundo do ballet. As grandes estrelas vinham da Ópera, os grandes ballets eram feitos la e os grandes mestres também davam aula lá. E o romantismo colaborou muito para isso!

A coreografia de Filipo Taglioni de “La Sylphide”, estreada na Ópera de Paris em março de 1832, foi um marco histórico, que consagrou Marie Taglioni como a grande bailarina de seu tempo e fez também consagrar o figurino de Eugene Lami, o Tutu Romantico, como o modelo da época e que continua sendo usado ate hoje.

Em “La Sylphide”, verificou-se o predomínio da figura feminina. A mulher é vista como musa, heroína no estilo romântico, sendo o homem como apenas um mero acompanhante para ressaltar a sua leveza e imaterialidade. Este ballet determinou também a voga do “ballet blanc” (ballets em que as mulheres usam tutu branco, normalmente cercado por criaturas etéreas, como as Sílfides e as Willis), que iria continuar em muitos outros como “Giselle”, “Lago dos Cisnes” e outros.

Outro marco deste ballet é o uso da sapatilha de ponta pelas bailarinas pela primeira vez. Nele somente a primeira-bailarina usaria, mas mais tarde seria obrigatório a todas as bailarinas clássicas o seu uso. Ele consagrou a sapatilha de ponta como símbolo da leveza feminina e fez a sapatilha de ponta se tornar indispensável na técnica clássica feminina.

O ballet “Giselle”, coreografado por Jean Corali e Jules Perrot, estreado por Carlota Grisi no papel principal, por sua vez foi o ballet que foi o auge deste estilo. Ele consagrou o melhor de cada setor, juntando todos os ingredientes românticos. Os cenários foram um prodígio de imaginação e engenhosidade, junto com a iluminação a gás e os trajes vaporosos contribuíram para a formação do clima irreal. A qualidade da música de Adolphe Adam também  não deixou a desejar e fez com que “Giselle” se tornasse imortal, tendo este compositor feito a partitura deste ballet em apenas TRÊS SEMANAS!!! Além disso, este ballet trouxe um progresso para a técnica clássica feminina: a partir dele todo o corpo de baile passa a usar sapatilha de ponta.

Então, por todos esses motivos e muitos outros, o ballet vira sinônimo de romantismo e a França, o melhor solo para esta arte. Pena que isso não duraria mais muito tempo!

2. A Ópera de Paris perde suas estrelas

Imagem relacionada

A partir da consagração Marie Taglioni em “La Sylphide” e de Grisi em “Giselle” como grandes estrelas, foram surgindo outras novas na Ópera: Fanny Cerrito e Lucile Grahn. Jules Perrot coreografou, então, o “Gran Pas de Quatre” para essas quatro estrelas de seu tempo, ressaltando nas coreografias os pontos fortes de cada uma. E, por ter sido feito para estrelas, foi um ballet que foi reproduzido pouquíssimas vezes, especialmente também pelas questões de direitos autorais envolvidas. (Mas as bailarinas do Teatro Municipal do Rio de Janeiro estão dançando ele agora neste feriado na Primavera da Dança de Outubro! Confere aqui!!!)

Após o “Gran Pas de Quatre”, essas estrelas do ballet foram rumando, então, caminhos diferentes a partir de 1845.

  • Marie Taglioni se aposenta dos palcos;
  • Lucille Grahn, que tinha sido aluna de Agust Bournonville, volta para a Dinamarca;
  • Carlota Grisi vai com o marido à época, Jules Perrot, para São Petersburgo, onde trabalharam juntos, e fará turnês pelo mundo;
  • Fanny Cerrito vai com o marido, Arthut Saint-Leon, para a Russia.

Além disso, houve uma bailarina que estava prometida para ser a grande estrela do ballet francês: Emma Livry. Ela chamou a atenção de Marie Taglioni ao dançar também “La Sylphide” e estava sendo treinada por esta antiga estrela, que montou um ballet especialmente para ela: “Le Papillon”, mas ela teve um final trágico, quando a sua saia pegou fogo nas lâmpadas a gás durante um ensaio de “La Muette de Portici”. Acabava por aí, então, a chance da França lançar mais uma estrela do ballet.

Sobre os homens no ballet, eles já não foram o grande destaque da época romântica, cabendo isto as mulheres. Se a Ópera já estava perdendo as suas grandes estrelas femininas, que dirá as masculinas. Houve sim alguns homens que foram bons bailarinos, mas o estrelato era por conta das mulheres. Logo, não havendo bailarinas para fazer esse papel, a Ópera em breve estaria decadente!!!

3. A Guerra Franco-Prussiana e o ballet Coppelia

Giuseppina Bozzacchi

O romantismo teria feito grande sucesso em todas as artes na Europa, não só no ballet. Mas não há qualquer fonte que seja inesgotável. Os escritores começaram a se enveredar para um novo estilo, o realismo, que, mesmo sem liquidar com o filão romântico, rompe com a fixação no passado. Heroínas ainda vão morrer por amor, mas serão descobertas nos bordéis, bairros proletários, fábricas enfumaçadas.

Em 1848, outra onda revolucionária toma conta da Europa. Nesse mesmo ano, Alexandre Dumas Filho publica “A Dama das Camélias” contando uma história verídica em que a heroína é uma jovem cortesã típica. Pouco depois, ele transforma o livro em peca teatral de grande êxito. Mas a estreia da ópera em 1853 é um fracasso. O público operístico não aceitava enredos vinculados à atualidade.

No ballet verifica-se idêntica defasagem. Libretistas e coreógrafos não acompanharam a evolução literária e, se assim fizessem, o público também reagiria mal! O modelo vitorioso do romantismo tinha viciado o gosto do público!

Mas apesar do declínio do ballet romântico, a escola francesa mantém a sua primazia ate 1870, apesar da saída das suas grandes estrelas. Isso porque entre 1850 (quando a Grisi saiu da Ópera e se deu o apogeu do romantismo), o ballet francês será marcado por Arthur Saint-Léon, fazendo a Ópera de Paris conhecer brilhantes movimentos de inventividade coreográfica. E a Russia também vai se beneficiar com os conhecimentos deste mestre de ballet!

Saint-Léon era ambicioso e ciumento de possíveis rivais, não era benquisto entre seus colegas e se enfurecia diante de qualquer crítica menos lisonjeira. Esse seu temperamento difícil lhe custou o acesso ao Scala de Milão. Mas em compensação, conseguiu impor seu trabalho em quase todos os grandes teatros europeus sem nunca desvincular-se por completo da Ópera de Paris.

Mas, falando da Ópera de Paris e de “Coppélia”, o fato é que desde a partida de Grisi, não aparecera nenhuma grande estrela na Ópera. A Europa Ocidental se desgastava artisticamente. Mas em 1870, o surgimento do ballet “Coppelia” (ou “A moça dos olhos de esmalte”) fez o Romantismo dar uma guinada.

Era preciso criar algo novo depois das Sílfides, das Willis e das Náiades, que esvoaçaram no plano principal do Romantismo por quase 40 anos. Precisava-se criar algo novo e de alta qualidade para que a dança cênica não se deteriorasse! E assim “Coppelia” surgiu e cumpriu com louvor o seu papel. Foi um ballet ágil, alegre, sem perder a organização dramática do romantismo e distribuído em três atos, independentes um do outro. A temática deste ballet é inovadora, diferindo dos outros do estilo romântico: primeiro porque todos os personagens são reais, não tendo a fantasia chances de vitória e segundo porque a heroína demonstra e declara abertamente o seu amor pelo herói.

Entretanto, o grande fator para que o ballet fosse um sucesso e se eternizasse foi a escolha do tema, retirado por Saint-Léon de um conto de E.T.A. Hoffmann, em que a boneca aparenta tomar vida, se transformando num “Pinocchio” que deu certo, cheia de encantamento.

Outro detalhe curioso que acabou atestando a decadência masculina na companhia foi que pela primeira vez uma bailarina executava o papel masculino. Eugenie Fiocre interpretou o papel de Franz. E a partir daí isso iria se repetir em outros ballets e em outras encenações de “Coppelia”. Mas acontece que este fato coloca a mulher no centro da cena, ao contrário das danças no século XVI, ou até mesmo do romantismo, quando muitos papeis femininos, especialmente os de caráter ou os que simbolizavam bruxas ou feiticeiras eram desempenhados também por homens!!!

Entretanto houve dois outros pontos fortes que determinaram o sucesso do ballet: a coreografia de Saint-Leon, extremamente concebida e salpicada de virtuosismo e a musica de Leo Delibes. Os dois, juntos em comum acordo, selecionaram para o ballet tres estilos fundamentais coreografados a rigor: a valsa, a mazurca e a czarda.

So que, como dito antes, apesar de todo a reviravolta que o “Coppelia” traria, a verdade eh que, como dito anteriormente, a Ópera de Paris estava sem suas estrelas e Saint-Leon precisava de uma primeira-bailarina para encarar o papel principal. Essa foi sem duvida a grande dificuldade do coreógrafo: escolher uma nova estrela que estivesse a altura das grandes estrelas que anteriormente a Ópera tivera.

O libretista, Charles Nuitter, queria a jovem bailarina Léontine Beaugard no papel-título, mas a direção do teatro decidiu usar um “nome” e importou a bailarina russa Adèle Grantsova. Mas depois que os ensaios se arrastaram por muito tempo, Grantsova foi para casa e o papel foi para a jovem italiana Giuseppina Bozzacchi de apenas 16 anos! Fato que fez o coreógrafo modificar a coreografia. Ela não se tornou um “monstro sagrado” da dança, como suas antecessoras do romantismo, mas colaborou com sua técnica, para o sucesso da obra, estimulando o coreógrafo a trabalhar com virtuosismo.

Uma pena que o sucesso de “Coppelia”  logo seria acometido por acontecimentos trágicos. Algumas semanas após a estreia do ballet, começou a Guerra Franco-Prussiana, que determinou a queda do Segundo Império. Com Paris sob o cerco, a Ópera fechou as portas. Saint-Leon, então com 49 anos, morreu de crise cardíaca e Giuseppina Bozzacchi, sua promissora estrela, morreu de febre tifoide, acometida pela fome na capital sitiada no dia de seu aniversário de 17 anos!!!

4. A decadência do ballet francês

Imagem relacionada

Foi nesse cenário após a morte de Saint-Leon e pós-guerra que Louis Meránte assume a direção da Ópera de Paris. A França estava totalmente devastada. A melhor obra de Meránte foi o ballet “Sylvia”, que teve sua estreia em junho de 1876. Mas por mais talentoso que ele fosse, a verdade é que ele teve o infortúrio de pegar o ballet na época de declínio na Ópera. Faltava estrutura propicia que fizessem avançar a arte (basta pensar em como fica normalmente qualquer país num pós-guerra. Já não há muito dinheiro e o que tem muito provavelmente não vai para a arte. A arte não é prioridade).

A situação chegou a tal ponto que, no início da Terceira República, um deputado, debatendo sobre o orçamento da Ópera de Paris propôs diminuir os gastos com a demissão “desses seres estranhos que são os bailarinos”. Mas essa proposta foi rejeitada.

Desde entao, a Ópera de Paris se manteve como centro da vida artística francesa, privilegiando o canto, enquanto o ballet vegetava.  Neste período a imprensa comentava maliciosamente que parisienses e turistas preferiam aplaudir o frenético cancã no Moulin Rouge do que as discretas evoluções das bailarinas da Ópera.

Assim, a “belle-epoque” mostrou-se desfavorável ao ballet francês, e assim permaneceria ao menos até o surgimento dos Ballets Russes de Diaghilev. Enquanto isso na Russia o ballet ganhava um impulso cada vez maior e o reino das sapatilhas se transferiu de Paris para São Petersburgo. Mas isso já foi história de outro post!!!

 

– Minhas referências bibliográficas:

  • Na Magia do Palco – Ana Botafogo e Suzana Braga
  • História da Dança – Maribel Portinari

 

É isso meu povo bailarinístico!

Até o proximo post!!!

 

O post A crise no ballet francês no século XIX apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/a-crise-no-ballet-frances-no-seculo-xix/feed/ 0
10 Exercícios para melhorar o seu en dehors https://tutudaju.com/10-exercicios-para-melhorar-o-seu-en-dehors/ https://tutudaju.com/10-exercicios-para-melhorar-o-seu-en-dehors/#respond Mon, 17 Sep 2018 13:14:21 +0000 http://tutudaju.com/?p=837 Ola bailarinos e bailarinas que me leem! Hoje volto aqui para falar de andeor (en dehors)! Eu não vou me estender tanto a detalhes mais técnicos do que significa o en dehors e tudo mais, porque eu ja fiz isso num post anterior! Neste foquei em algo que ficou um pouco incompleto naquele post: exercícios […]

O post 10 Exercícios para melhorar o seu en dehors apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Ola bailarinos e bailarinas que me leem!

Hoje volto aqui para falar de andeor (en dehors)! Eu não vou me estender tanto a detalhes mais técnicos do que significa o en dehors e tudo mais, porque eu ja fiz isso num post anterior!

Neste foquei em algo que ficou um pouco incompleto naquele post: exercícios para melhorar o seu en dehors!!!

Primeiro deixo abaixo o video do meu canal no YouTube e logo após, a descrição de cada um deles por escrito para quem preferir.

São 10 exercícios:

1) Sentar no chão num attitude devant e num derriere. Encostar o peito na perna. Se ficou fácil pode aumentar o angulo da perna da frente. Depois fazer para o outro lado.

2) Grand plié de segunda no chão de barriga para baixo. Colocar algo para proteger os joelhos para não doer no chão. Se ficar fácil pode aumentar a altuta.

3) Sapinho. Fazer deitando de bruços, encostando a testa na mão e os pés um no outro. Também colocar algo para proteger os joelhos e pode também aumentar a altura aos poucos.

4) Borboletinha. Fazer sentada encostando os pés um no outro. Empurrar os joelhos para baixo com as mãos. Depois ir à frente com a intenção de encostar o peito nos pés.

5) Deitar de barriga para cima e esticar as duas pernas em 90 graus. Vamos fazer o exercício de ponta/flex pensando em rodar a coxa.

6) Em pé em com os pés paralelos, rodar a coxa, pensando em encostar as pernas, sem abrir os pés.

7) Fazer uma rotação do exercício anterior e abrir os pés em primeira posição.

8) De frente para a barra, fazer plié em sexta posição e um coupé na outra perna, mantendo a perna de base no fondue e vai virar de lado para a barra. Fazer 10 repetições para cada perna.

9) Amarrar uma theraband na barra na altura do joelho e colocar seu joelho dentro dela. Vai manter a perna de base em en dehors e colocar a perna de trabalho num passé. Essa perna do passé vai abrir e fechar umas 10 vezes. Fazer para o outro lado também.

10) Amarrar uma theraband no pé da barra e esticá-la. E vai enfiar um dos pés nela e deitar de bruços numa primeira posição. Afastar um pé do outro e aproximar, fazendo umas 10 repetições para cada pé.

 

É isso gente!

Até o proximo post!!!

O post 10 Exercícios para melhorar o seu en dehors apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/10-exercicios-para-melhorar-o-seu-en-dehors/feed/ 0
8 Exercícios para ter pernas altas no Ballet https://tutudaju.com/8-exercicios-para-ter-pernas-altas-no-ballet/ https://tutudaju.com/8-exercicios-para-ter-pernas-altas-no-ballet/#respond Mon, 10 Sep 2018 13:50:51 +0000 http://tutudaju.com/?p=831 Olá bailarinas e bailarinos que acompanham o Tutu da Ju! Muitos me perguntam como faz para ter a perna alta ou como faz para sustentar a perna lá em cima nos adagios. Por isso gravei um vídeo com alguns exercícios que vão te ajudar nesse objetivo! Deixo abaixo o vídeo do canal do Youtube e […]

O post 8 Exercícios para ter pernas altas no Ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá bailarinas e bailarinos que acompanham o Tutu da Ju!

Muitos me perguntam como faz para ter a perna alta ou como faz para sustentar a perna lá em cima nos adagios.

Por isso gravei um vídeo com alguns exercícios que vão te ajudar nesse objetivo!

Deixo abaixo o vídeo do canal do Youtube e logo após ele o texto escrito para quem preferir.

 

EXERCÍCIOS:

1) De um passé de frente para barra só subir o joelho o máximo possível. Fazer umas 8 a 10 repetições para cada perna.

2) Também de um passé desenvolver mais a perna sem esticar o joelho. Fazer também umas 8 a 10 repetições para cada lado. Esses dois exercícios são para dar a consciência do développé, que deve ser feito primeiro levando o joelho para cima, depois esticando a perna, sem tirar o joelho da altura que ele está.

3) Colocar a perna na frente na altura da barra que você conseguir. Subir e descer a perna umas 8 a 10 vezes para cada perna. Também pode ser feito ao lado.

4) Ajoelhar esticando uma das pernas na frente. Levantar e descer a perna da frente umas 8 vezes para cada perna.

5) De frente para a barra fechar e abrir o joelho e jogar a perna, lembrando de frear na hora de descer.

6) Grand battement. Também devem ser feitos jogando a perna na hora de subir e freando na hora de descer.

7) Pé na mão. Dependendo de como você pega o pé, a perna fica mais alta. Depois pode soltar a mão da barra e a mão da perna.

8) Segurando o pé, fazer plié e relevé e depois soltar. Pode soltar com o pé no chão ou na meia ponta.

 

Comentem aqui o que vocês acharam!

Até o próximo post!

O post 8 Exercícios para ter pernas altas no Ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/8-exercicios-para-ter-pernas-altas-no-ballet/feed/ 0
Como melhorar o seu arabesque no ballet https://tutudaju.com/como-melhorar-o-seu-arabesque-no-ballet/ https://tutudaju.com/como-melhorar-o-seu-arabesque-no-ballet/#respond Mon, 03 Sep 2018 14:08:55 +0000 http://tutudaju.com/?p=825 Olá bailarinos e bailarinas que acompanham o Tutu da Ju! Muitos aqui sabem que um dos meus passos preferidos no ballet é o arabesque! Mas eu demorei para deixá-lo decente, digamos assim! Este ano eu estou dançando “La Bayadere“, um ballet de Petipá famoso também por seus arabesques! Por todos esses motivos, hoje eu darei […]

O post Como melhorar o seu arabesque no ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá bailarinos e bailarinas que acompanham o Tutu da Ju!

Muitos aqui sabem que um dos meus passos preferidos no ballet é o arabesque! Mas eu demorei para deixá-lo decente, digamos assim! Este ano eu estou dançando “La Bayadere“, um ballet de Petipá famoso também por seus arabesques! Por todos esses motivos, hoje eu darei várias dicas e exercícios para você também melhorar o seu!

Deixo aqui em baixo o vídeo que está no canal e logo abaixo dele a descrição por escrito para quem preferir!

Iniciantes ou avançados podem fazer, mas sempre com todo o cuidado com o corpo.

EXERCÍCIOS

1) De costas para a barra, apoiar o pé na barra. Subir e descer a perna 10 repetições com os braços em primeiro arabesque. Repetir para o outro lado.
2) Ainda de costas para a barra, aproximar mais e apoiar o joelho. Fazer fondue na perna de base. Eu fiz na barra de baixo para que a perna não fique torta. Não coloque na barra de cima se a sua ficar torta para o lado também! Respeite o seu corpo para ter um trabalho de mais qualidade!
3) Com uma theraband, dar voltas no pé conforme a sua flexibbilidade (eu dei umas três voltas) e colocar também no ombro oposto. De lado para a barra, vamos subir e descer a perna, sem que ela encoste no chão. Fazer umas 10 repetições. Também pode fazer no penché. E fazer também para o outro lado.
4) Ainda de lado para a barra, pegar a perna por trás e descer num penché sem soltar. Quando voltar para o arabesque, soltar a perna na altura que ela estiver, soltar as duas as duas mãos sem deixar a perna cair.
5) Nos grand battements, jogar a perna na hora de subir e frear quando descer. Isso vai dar força!!!

DICAS EXTRA

1) Cambré
Quando formos fazer o cambré, não fazer pela barriga, mas crescer o corpo e descer pelo ombro. Dessa forma vc vai usar a força que o arabesque precisa.
Um exercício bom é fazer um degagé com a perna de trás, ir num cambré e depois voltar para um arabesque sem tirar as costas do lugar.
3) Costas
Exercícios de fortalecimento para as costas também serão bons para o arabesque, já que precisamos de muita força nas costas para fazê-lo.
4) Piqué arabesque
Ao fazer o piqué arabesque algumas coisas são muito importantes: bastante plié na perna do fondue, pisar longe e subir rápido a perna de trás. Dessa forma a sua perna vai subir mais alto!!!

 

Comenta aqui se você teve alguma dúvida!

Até o próximo post!

O post Como melhorar o seu arabesque no ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/como-melhorar-o-seu-arabesque-no-ballet/feed/ 0
As contribuições de Luis XIV para o Ballet https://tutudaju.com/as-contribuicoes-de-luis-xiv-para-o-ballet/ https://tutudaju.com/as-contribuicoes-de-luis-xiv-para-o-ballet/#respond Sat, 01 Sep 2018 23:30:45 +0000 http://tutudaju.com/?p=819 Olá bailarinos e bailarinas! Hoje, dia primeiro de setembro, se comemora o dia da bailarina. E homenagem a esta data, escolhi falar de uma personalidade que não ficou famoso por seu ballet, mas que o ballet que conhecemos hoje se deve muito a ele: Luis XIV, o Rei Sol!!! O ballet ficou bastante conhecido na […]

O post As contribuições de Luis XIV para o Ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
Olá bailarinos e bailarinas!

Hoje, dia primeiro de setembro, se comemora o dia da bailarina. E homenagem a esta data, escolhi falar de uma personalidade que não ficou famoso por seu ballet, mas que o ballet que conhecemos hoje se deve muito a ele: Luis XIV, o Rei Sol!!!

O ballet ficou bastante conhecido na França e muitos realmente acham que o ballet é francês. (Na verdade, o ballet começou nas cortes italianas no período do Renascimento e eram um divertimento para a Corte, mas não entrarei em detalhes sobre isso este post).

Resultado de imagem para louis XIV ballet

E essa fama do ballet como sendo francês se deve principalmente às contribuições de Luis XIV! Foi ele que presidiu a “Era de Ouro” do ballet na França. O Rei Sol era um verdadeiro amante das artes e foi apelidado assim após uma interpretação de deus do sol, Apollo, no “Ballet de La Nuit

Podemos, então enumerar os seus principais feitos que são importantíssimos para o ballet até hoje:

1) Fundação da Primeira Escola de Ballet

Resultado de imagem para opera de paris luis xiv

Em 1661, Luis XIV fundaria a “Académie Royale de Danse“, que era uma associação de treze especialistas em dança cujo propósito, de acordo com o preâmbulo das cartas do rei, era “restaurar a arte da dança à sua perfeição original e melhorá-la tanto quanto possível”. O grupo pretendia codificar as danças das cortes e dos personagens e certificar os professores de dança por exame, mas como não foram encontrados arquivos da organização, não foi possível avaliar em detalhes suas atividades e realizações.

E, então, em 1669 foi fundada a “Académie Royale de Musique, que era uma companhia de ópera e ballet estreitamente relacionada e, embora as duas instituições nunca se fundissem, membros da academia de dança também estavam associados à ópera. Juntamente com muitas outras instituições reais, a academia de dança deixou de existir no momento da derrubada da monarquia em 1789 (A Revolução Francesa), mas a companhia de ópera e ballet sobreviveu e hoje é conhecida como a Ópera Nacional de Paris.

2) Codificação dos Passos do Ballet em Francês

Resultado de imagem para pierre beauchamp luis xiv

Luis XIV exigiu a codificação dos passos do ballet!!! A ideia do Rei Sol era que todos que fossem dançar, aprender ou ensinar ballet deveriam “falar a mesma língua” e para ser mestre (maître)  de ballet, seria obrigatório saber essa codificação. Porque os nomes de cada passo do ballet deveriam ser os mesmos em qualquer lugar do mundo (e até hoje é assim) ! E isso facilita realmente o entendimento do movimento do corpo que deve ser feito em cada passo. Obviamente, a língua que todos do ballet falariam (ao menos no que diz respeito aos passos) seria o francês. Não é atoa que temos passos como “fondue” (derretido), “fouette” (chicoteado) e “frappé” (chocado)’

Charles-Louis-Pierre de Beauchamp foi coreógrafo, professor, bailarino e compositor francês e um dos principais nomes, mesmo que inicialmente, na elaboração de uma codificação da dança clássica. Ele inclusive deu aulas de ballet para Luis XIV por mais de vinte e dois anos! E foi ele o responsável pela definição das 5 posições básicas dos pés do ballet por volta de 1700 e para algumas delas se baseou nas posições tradicionais de esgrima!!!

3) Criação do Ballet Profissional

Luis XIV impôs no final do seu reinado em 1713 o “Reglement Concernant L’Opera”, um documento cujo objetivo era sanear as finanças da Académie Royale de Musique. Também estipulou a criação de uma companhia permanente, formada por 2o bailarinos (10 homens e 1o mulheres). Jean Balon e Marie-Therese Perdou de Subligny se destacariam como os primeiros-bailarinos da companhia.

A partir deste momento, dançar não era apenas um divertimento para agradar a Corte, mas uma profissão legalmente reconhecida (os bailarinos passaram a de fato receber dinheiro para dançar).

Além disso, isso significava também uma vitória para as mulheres que quisessem dançar profissionalmente. Pois até então os papéis femininos eram interpretados por homens vestidos de mulher utilizando máscaras. Agora finalmente as mulheres poderiam dançar profissionalmente e publicamente. Foi, assim, no reinado de Luis XIV que a primeira mulher dançou publicamente com os homens – A Mademoiselle de La Fontaine.

Mas devemos lembrar que, durante o período do reinado de Luis XIV, a França vivia o absolutismo! Então, embora tenha havido essa conquista de a mulher poder dançar pública e profissionalmente, ela ainda ganharia menos que o homem por se tratar de uma sociedade patriarcal!!!

Outro fato é que estava muito difícil de se conseguir bailarinos dispostos a dançar sem sofrer o estigma social. Pois se antes o ballet era “para divertir a Corte”, um nobre era mal visto se fosse fazê-lo. Luis XIV como um nobre que dançava e para conseguir mais bailarinos arrumou essa solução de impor esse regulamento!

 

É isso pessoal!

Espero que tenham gostado!

Até o próximo post!!!

O post As contribuições de Luis XIV para o Ballet apareceu primeiro em Tutu da Ju.

]]>
https://tutudaju.com/as-contribuicoes-de-luis-xiv-para-o-ballet/feed/ 0