Olá bailarinos e bailarinas que acompanham o tutu da Ju!

Para quem não sabe, agora o tutu da Ju também tem um canal no youtube e hoje foi dia de vídeo!

A pedidos de duas seguidoras, o tema de hoje foi uma das bases do ballet: a postura!

Para quem quiser ver o vídeo, vou deixar o link abaixo; ou pode ler o texto escrito, que o conteúdo é o mesmo.

A postura correta vai dar a consciência de como fazer o seu ballet com a técnica certa. Quem estiver mal colocada, desencaixada, com a postura errada, não vai conseguir fazer quase nada bem no ballet. A postura é o que vai ajudar a levantar e sustentar mais a perna, a girar mais, nos balances, e etc.

Para tanto, existem muitos detalhes que eu vou explicar para vocês:

1º) A cabeça. A cabeça é uma das partes que mais pesa no corpo. Pode parecer besteira, mas uma cabeça mal alinhada pode atrapalhar e muito!!! Então, não ficar olhando nem para baixo, nem para cima demais. Basta levantar um pouquinho o queixo e o olhar que a cabeça não vai pesar, nem atrapalhar.

2º) Ombros. Os ombros têm que estar abertos e para baixo. A gente tende a ter um vício de fecha-los e deixar-los para cima. Para não deixar isso acontecer, uma boa coisa é aquela rotação de ombros, que vai ajudar a ter a consciência correta.

3º) Abdômen. Este também tem a posição correta. Não é só encolher a barriga, deixando os ossinhos das costelas saltando; tem que pensar em fechar a costela ao prender o abdômen.

4º) Encaixe do quadril. Como eu já disse antes no post sobre “en dehors”, lembrar de encaixar bem o quadril, empurrando a pélvis para frente, não deixando a lombar curvar e o bumbum ficar empinado.

5º) Pensar na sensação de ter alguém te puxando para cima. É como se alguém tivesse te puxando com uma cordinha pela cabeça para vc ficar para cima e também com uma cordinha no pé puxando os pés para baixo; ambas as coisas ao mesmo tempo, esticando todo o corpo.

Exercício de Postura

1º) Theraband para os ombros. Segurar a theraband, uma parte com cada mão, e ir abrindo e fechando, mantendo sempre os ombros para baixo e para trás.

2º) Borboleta. Sentar em borboleta com os pés encostados um no outro e ir caminhando encostando os cotovelos no chão, sempre mantendo as costas bem retas, alinhando desde lá de baixo do Cox até o pescoço. Não deixar a cabeça fora dessa linha, nem para cima, nem para baixo. Ir fazendo isso o máximo que conseguir, até encostar tudo no chão, pensando em encostar o peito nos pés.

Quem não conseguir encostar tudo, pode recuar, ficando numa posição que consiga encostar os cotovelos e deixar a coluna retinha.

3º) “V” com as pernas em segunda posição. Afastar as pernas uma da outra, mantendo na linha do quadril. Também ir caminhando com os cotovelos quem conseguir, indo o máximo para frente possível, sem tirar os calcanhares do chão e sem curvar a coluna.

Quem não conseguir encostar os cotovelos, pode caminhar com as mãos mesmo.

4º) Inclinar em 90 graus para a barra. Afastar um pouco da barra e tentar pega-la, mantendo a coluna em 90 graus, não deixando aquele “ovinho” na lombar. Pode ir se aproximando da barra, sem soltar, e ir descendo sem tirar os calcanhares do chão.

 

Para quem tiver dúvidas ou outros detalhes e/ou outros exercícios que quiser compartilhar comigo, deixa nos comentários!

Até o próximo post!