Oi pessoal!

Quem me acompanha aqui sabe que nesse ano eu dei minhas primeiras aulas de ballet.

Num post anterior já escrevi um pouco aqui de como foi a experiência, dos principais erros que eu cometi e tudo que você tem que fazer antes de dar a sua aula. Se você ainda não leu, basta clicar aqui!

No post de hoje, vou falar algumas dicas para preparar seu plano de aula, um elemento MUITO importante que não pode faltar na rotina de um professor de ballet, especialmente se você está começando agora. Ter um plano de aula bem detalhado e organizado vai ter essa importância toda, pq aula de ballet NÃO se dá intuitivamente. Tudo se planeja! Quanto mais detalhado, melhor para você que está dando aula e também para as suas alunas que estão tendo a sua aula. Lembrando que, todo planejamento é flexível e pode ser modificado, mas sempre nos esforçamos para cumprir o máximo dele.

Logo abaixo, vou deixar o vídeo que eu fiz para o canal com as dicas e embaixo dele, as mesmas dicas por escrito!

1. Assista muitas aulas e visite o lugar que você vai dar a sua aula.

Isso vai te ajudar a saber qual a estrutura do local que você vai dar aula: como é o piso, se tem barra, se tem espelho, qual o tamanho da sala…  Isso vai dar a noção do que você pode trabalhar na sua aula e quais os recursos que estão à sua disposição.

Quantas alunas são? Qual o nível delas? O que elas já estão aprendendo? O que fazem e ainda não fazem? É esse tipo de coisa que assistir aulas você vai saber. Além disso vai te dar base e experiência para criar as suas e montar sequências e exercícios que as bailarinas sejam capazes de fazer.

2. Lembre-se que a aula de ballet tem uma sequência lógica

Toda aula de ballet tem uma sequência lógica de exercícios a serem dados. Por exemplo, começamos a barra no plié ou aquecimento e terminamos com grand battement. Assim como os saltos são geralmente a última coisa que damos numa aula.

Mas, mesmo havendo essa sequência lógica, nem toda aula de ballet vai ser igual (e que bom que é assim!). Às vezes, o professor precisa dar uma aula de chão, ou precisa trabalhar com materiais que as alunas vão usar para dançar na coreografia de final de ano, por exemplo. Tudo isso tem que ser pensado e planejado.

3. Pense nos objetivos da sua aula

Toda aula de ballet tem seu objetivo, seja os objetivos específicos, de cada passo (ex: o tendu trabalha os pés, os relevés trabalham força, o fondu ajuda no controle do corpo), e também os gerais, para serem trabalhados ao longo da aula, mas não necessariamente em um passo de ballet que só trabalha isso (ex: socialização entre os próprios alunos e com o professor, musicalidade, coordenação motora). Então coloque seus objetivos lá no topo do seu plano de aula.

4. Coloque no plano de aula cada material que você vai usar

Pode ser que para trabalhar algum exercício você queira usar algum material específico que ajude a trabalhar um determinado objetivo. Coloque, então os materiais a serem usados lá no início do seu plano para que você não se esqueça de nada!

5. Aulas temáticas ou historiadas

Para quem dá aula para crianças (baby class ou infantil), pode ser que a sua aula seja temática (ex: aula de Páscoa, aula de festa junina) ou historiada (ex: a história da borboleta), você pode trabalhar com materiais e exercícios que sejam baseados nesse tema.

6. Músicas

Que músicas escolher? Hoje existem MUITAS opções no spotify, além dos CDS. Mas, o importante é você escolher músicas adequadas para o nível que você está dando aula (ex: se for para crianças, escolha músicas mais quadradas, de fácil contagem) e também que você já chegue com o CD ou a playlist já pronta na ordem dos exercícios. Então, também é para colocá-las em ordem no seu plano com cada exercício a ser dado! Assim você não se perde e também não perde tempo de aula escolhendo música. Lembrando, que esse tipo de coisa tornaria sua aula mais lenta, mais chata, dispersando os alunos e fazendo com que eles percam o interesse na sua aula.

Ter as músicas no plano também ajuda a ter a noção de quanto tempo dura a sua aula. Mas ATENÇÃO! NÃO é pq você tem, por exemplo, 40min de música na sua playlist do spotify que você terá 40min de aula. Você deve considerar que tem também o tempo de mostrar o passo, o tempo de corrigir, de tirar dúvidas, e tudo isso deve ser levado em conta na hora de montar a sua aula.

7. Tempo de aula

Atenção à administração do tempo! A gente só sabe se administra bem esse tempo treinando. Uma aula de criança dura geralmente 1h, já as mais avançadas, 1:30h. Tente reparar: você perde muito tempo nas explicações? Você não dá tudo o que você queria? Será que você está distribuindo mal os exercícios ou se tem exercício demais para pouco tempo? Tudo isso se aprende na prática! Mas uma opção de ser dada em aula de 1h hora, pode ser: 20min de barra, 20 de centro e 20 de diagonal, por exemplo.

Sobrou tempo, e agora? NÃO libere mais cedo! As alunas podem ficar mal acostumadas e quererem fazer disso um hábito! Então, uma solução se você já deu tudo o planejado e sobrou tempo, é fazer um alongamento ao final! Assim, a sua aula continua tendo um conteúdo até o final do horário estipulado para ela acabar.

 

E essas foram as dicas do plano de aula. Quais vocês mais gostaram de saber?

Eu só dei duas aulas de ballet e ainda tenho MUITO a aprender! Se eu for tendo mais dicas e mais aprendizados, compartilho mais com vocês!

Até o próximo post!