Olá bailarinas e bailarinos que me leem!

2022 começou, e como um bom início de ano, chegou a hora em que todos nós definimos as nossas metas. Você já teve alguma vez que chegou janeiro definiu várias metas que pareciam incríveis, aí mal chegou março e você se desanimou totalmente, viu dezembro chegar e percebeu que não realizou nada? Comigo já aconteceu isso por váááários anos!

Então, eu comecei a ler o conceito de METAS SMART que eu venho aplicando já há alguns anos. Por meio desse conceito, já consegui ir a 200 aulas de ballet em um ano, fazer minha pirueta tripla no outro, finalizar meu curso profissionalizante e por aí vai. Vou explicar a seguir o que é uma meta SMART para vocês e como aplicar isso ao ballet.

Eu não sei se vou conseguir gravar um vídeo para o canal a tempo. De toda forma, fica o registro aqui. Se eu gravar, eu acrescento aqui  mais tarde.

1. O que é meta SMART?

SMART é uma sigla que vem do inglês, mas que significa o seguinte:

eSpecífica
Mensurável
Atingível
Relevante
Temporizável

Específica, é porque toda meta tem que ser o mais específica. Se for muito abrangente, não tem um direcionamento exato para realizar aquela meta, então, qualquer resultado vai servir.

Mensurável, porque temos que ter uma forma de medir que conseguimos alcançar a meta. Pode ser uma unidade de medida, ou algo que você consiga visualizar que o objetivo foi cumprido.

Atingível, porque a meta tem que ser dosada entre algo desafiador (se for fácil demais nem conta como meta) e realista (sendo algo impossível de atingir a gente nem tenta e deixa a meta de lado).

Relevante, porque para corrermos atrás para realizar a meta, tem que ser importante para nós, se não vamos tender a parar no meio do caminho.

Temporizável, porque a meta tem que ter um “dead line”, um prazo final – até quando você quer que esse seu objetivo se concretize? Dê um prazo e divida essa meta em pequenas submetas para organizar ao longo do ano. Não adianta chegar outubro e ver que tem que fazer alguma coisa para atingir a meta que foi definido em outubro, porque dependendo, não há mais nada que você possa fazer.

No próximo tópico vou explicar cada ítem transformando para o nosso universo do ballet.

2. Meta SMART no ballet

Entendido cada palavrinha da SIGLA, vamos trazer para o nosso mundo do ballet as METAS SMART? Como seria?

Vamos começar pela característica de ser “específica“da meta.

Lembre-se de que “melhorar no ballet” é vago demais, então, você pode dizer que “conseguiu” por qualquer parâmetro (ex: minha postura está melhor, meu pé estica mais….). Ok! Há muita coisa que faz notar que uma bailarina melhorou. Falar que “eu melhorei no ballet” é relativo demais. Entenda, não é para depreciar você, meu leitor. Mas é para te dar ferramentas para você medir melhor o seu progresso, porque qualquer coisa pode servir de desculpa para se justificar para dizer que melhorou.

Então, um caminho para começar a deixar a sua meta mais específica, pode ser escolher uma habilidade no ballet que você vê que é uma grande dificuldade sua (ex: há anos que fazer piruetas na ponta era a minha maior dificuldade, por isso que eu fiz a minha meta das 3 piruetas); você e a sua professora vão saber apontar qual é essa. E a partir dela, transformá-la em mensurável.

Falaremos do aspecto “mensurável” da meta agora.

Mensurável vem de “medir”, então, como você mediria a meta? No ballet, há passos que conseguimos medir por quantidade, como por exemplo as piruetas ou subir a perna 15 graus a mais. Mas você pode medir pela qualidade, como limpeza ou uma abertura zerada, por exemplo. Assim, naquele ano, eu tinha definido de maneira bem específica e mensurável que eu faria 3 piruetas sem cair do bico da ponta. Ficou bem específico e mensurável.

Agora, o “atingível“.

Atingível significa que a meta tem que ser possível de ser atingida por você, é dosar o ser desafiadora, mas também ser realista. Reflita: sua meta está fácil demais ou beira o impossível? Se eu não conseguisse fazer nem 1 pirueta na meia ponta, eu conseguiria no mesmo ano fazer 3 piruetas na ponta? Muito provavelmente não. Pense no nível que você está hoje de ballet: está muito fácil ou beira o impossível?

Sobre o “relevante“:

Ser relevante é ser importante! Talvez girar pirueta não seja importante para você nesse momento, mas seja subir na ponta. Isso é você que tem que saber. A gente só “dá valor” a uma meta a ponto de se esforçar para atingir uma meta se ela for algo muito importante para nós. Se não, vamos desistir no meio do caminho. Por isso, não sou eu que vou definir a sua meta; apenas estou te mostrando um caminho e você vai ver o que é importante para você no ballet hoje.

Ser “temporizável“:

Temporizável é relativo a um prazo final. Se você não se der um prazo final para que a meta tenha sido realizada, você vai tender a empurrar com a barriga, a deixar para depois! Não faça isso! Eu sei, muitas vezes os resultados do ballet só se colhem depois de muito tempo e é normal desanimar. Mas cada vez que você desiste, está cada vez mais longe de realizar um sonho seu. Então, não faça isso com você. Um bom prazo para nós bailarinas pode ser, por exemplo, até o espetáculo de final de ano.

Agora que você já sabe de tudo isso, bora construir a sua meta de 2022 com base nessa ferramenta poderosa!

Caso queira ler mais sobre isso, também fiz esse material abaixo:

Como fazer metas para o ballet em 2022

3. Dicas Extras

Além do conceito das METAS SMART, vale também pegar essas dicas:

  1. Anote suas metas em um local que você consiga olhar todos os dias. Você vai precisar disso quando a desmotivação bater e você precisar estar mais focada e mais disciplinada.
  2. Se filme fazendo o passo ou movimento que você deseja melhorar. Pode ser desanimador em alguns dias, mas vai servir de motivação e é um excelente instrumento para você medir o seu progresso. Fotos e vídeos não mentem!
  3. Compartilhe com qualquer pessoa que vibre quando você conseguir e te cobre também por isso. Fazer com amigos é divertido e nos ajuda a forçar continuar seguindo o caminho.
  4. Não elabore uma lista gigante de metas. É normal no início do ano estarmos empolgados e listarmos uma infinidade de coisas que gostaríamos de fazer. Mas na prática não funciona. Quem foca em tudo não foca em nada. Então, escolha no máximo 3 metas que podem estar interligadas (ex: eu queria fazer 3 piruetas e ao mesmo tempo no final do ano de 2019 eu faria um solo que tinha piruetas. Ao mesmo tempo que eu treinava minhas piruetas, treinava para o solo). Nos últimos anos eu tenho fixado apenas 3 (uma para cada área da minha vida): uma de ballet, uma de trabalho, e uma na vida pessoal.
  5. Não deixe que o medo de falhar te impeça de criar metas. Sim! A gente vai falhar e MUITO nessa vida! E são elas que nos permitem evoluir. Muitas vezes a gente nem traça metas com medo de chegar no final do ano e não ter conseguido. Se você não conseguir vai ter que pensar: fiz algo para realizar ou não fiz por merecer? Pelo menos eu evolui em relação ao último ano? E talvez você tenha que mudar a sua estratégia. No primeiro ano que eu tinha definido minha meta de pirueta, eu falhei. Mas isso aconteceu porque eu não treinei com constância. Eu colhi aqueles frutos. Mas no ano seguinte, eu colhi os frutos de conseguir a pirueta que eu queria. Então, pense nisso.

4. Meta de 2022

Dito isso tudo, vou finalmente compartilhar aqui com vocês o que eu decidi de meta de ballet para esse ano de 2022. Depois de tanto treinar as piruetas eu decidi que esse ano minha meta são 8 fouettés na ponta. Segue todos os requisitos da meta SMART, sendo inclusive ousada e desafiadora e não beira o impossível. No meu nível de técnica hoje, seria impossível eu pensar em 32 fouettés, mas, a bailarina que faz 32 hoje, já fez 8 um dia. Dá um frio na barriga já só de pensar nesses 8! Mas vou organizar meu ano, fazer a minha estratégia e no final do ano vocês vão saber quais os frutos que eu colhi! Que seja o que eu tenha conseguido! Amém!

Uma outra ferramenta que eu criei também para te ajudar a traçar um plano e alcançar as suas metas é o meu planner! Em 2019 eu tinha feito um planner digital e vocês perguntaram quando eu ia fazer de novo! Fiz umas mudanças e agora ele é não datado! Isso quer dizer que você pode começar a usar quando você quiser! (mas é claro que quanto antes, mais rápido você pode colher os resultados). Ele é digital em formato de pdf. Você pode imprimir aos pouquinhos de casa. Em breve quero gravar um vídeo para o canal explicando como usar, mas enquanto isso você já pode comprar. Basta clicar aqui!

Agora é a sua vez, me conta: qual a sua meta de 2022? Deixa nos comentários que eu vou adorar saber!

Que todos tenham UM ÓTIMO 2022!

Eu vejo vocês no próximo post!